Mestre em Administração Pública e Governo na FGV-SP e economista pela Universidade de São Paulo (USP), com pesquisa voltada ao financiamento da Educação Básica e à promoção da equidade educacional. Trabalha atualmente como Coordenador de Produção Técnica na ONG Todos Pela Educação. É co-fundador do movimento “Faz Diferença?”, grupo de jovens que qualifica o debate o público sobre a temática das desigualdades brasileiras. Atuou no Conselho de Graduação da USP e faz parte da rede Talentos da Educação, da Fundação Lemann.

Haline Floriano

Graduada em Comunicação Social pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (USP). Atualmente é Analista de Projetos de Educação e Mobilização do Instituto Natura, onde atua com a implementação de iniciativas de educação para adultos, com foco no grupo de mulheres, além de engajar e mobilizar a rede especialmente para os temas da alfabetização e do ensino médio. Possui ampla passagem pela área da Comunicação e se direcionou para o trabalho com a educação, por meio de projetos sociais e profissionais. Na universidade, foi coordenadora pedagógica e educadora do Projeto Redigir; bolsista PIBIC/CNPq; bolsista de extensão no programa Aprender com Cultura e Extensão da USP. É assessora de comunicação do blog Legis-Ativo, no Estadão.

Gabriela Thomazinho

Economista e mestre em educação pela USP, atualmente é doutoranda em Administração Pública e Governo na FGV/SP. Pesquisa desigualdades educacionais.

Profissionalmente já atuou em organizações do terceiro setor como Todos Pela Educação e Cenpec. Foi gestora de projeto de defesa de direitos humanos do povos Guarani e Kaiowá (MS).

Claudio Aliberti

Foi analista de indicadores educacionais do Conviva Educação, dando suporte aos articuladores da UNDIME com as Secretarias Municipais de Educação. Participa do Econoeduc desde 2017 e, atualmente, faz parte do GepêPrivação, da FEUSP, é mestrando em Administração Pública e Governo na FGV e pesquisador do Núcleo de Estudos da Burocracia na mesma instituição.

Victoria Martinez

Formada em Economia e com mestrado na mesma área pela Universidade de São Paulo. Atuando com questões relacionadas à educação desde 2011 em temas como indicadores educacionais, Habilidades Socioemocionais e Educação Integral. Trabalhou como avaliadora educacional do MEC no programa de Fomento ao Ensino Médio em Tempo Integral na interlocução com Alagoas e estados da região Norte e atualmente é analista de monitoramento no Instituto Ayrton Senna.

Catarina Caricati

Formada em economia pela Universidade de São Paulo (USP), com passagem pela Sciences Po Paris. Foi coordenadora do Movimento Mapa Educação, nas áreas de relações institucionais e conteúdo, também trabalhou na Cidadão Pró-Mundo e no Centre for Public Impact (fundação do BCG).